Estamos certos de que você notou algum tipo de luminária de emergência em um cinema ou escadaria de um edifício ou talvez em um edifício de escritórios em algum momento da sua vida.

Aliás, em relação as lâmpadas convencionais, a luminária de emergência não pretende ser um substituto para elas, e sim pretende auxiliar na iluminação de rotas de fuga em caso de perda de energia ou até mesmo circunstâncias mais terríveis, como um incêndio.

Se você tiver dúvidas sobre uma luminária de emergência e quer saber como usar, acompanhe este artigo!

O que é uma luminária de emergência?

As luminárias de emergência são dispositivos de segurança bem conhecidos que são frequentemente encontrados em edifícios e estabelecimentos comerciais.

Aliás, elas são normalmente posicionadas em escadas, corredores e saídas de emergência, onde tornam o movimento e a evacuação mais convenientes.

Como funciona a luz de emergência?

A luz fluorescente ou LED utilizada na luz de emergência pode ser branca ou colorida. Há também uma bateria interna que pode ser carregada. Isso significa que sempre que há uma perda de energia, o sistema de iluminação é acionado.

A importância da manutenção da iluminação de emergência

A manutenção da luz de emergência (ou luminária de emergência) em uma base regular é vital para evitar falhas quando é necessário utilizá-la em uma emergência.

Ao passo que a manutenção da luz de emergência deve ser realizada regularmente, com um intervalo recomendado de cada 90 dias, e devem ser substituídos conforme necessário.

Uma das considerações mais importantes a ter em mente durante a manutenção é que, se a lâmpada não tiver sido usada em 90 dias, recomenda-se que seja removida do soquete para que acenda e descarregue completamente a bateria. Depois disso, ela pode ser reconectada da maneira normal.

A luz de emergência funciona sempre que há falta de energia?

Sim, desde que esteja ligada à corrente. Por isso, a fim de garantir que ela acenda quando necessário, atenção há algumas etapas devem ser tomadas.

Bateria carregada

As baterias carregadas é um elemento fundamental.

Por isso, verifique se ela foi usada enquanto a luminária estava conectada e depois desligada.

Em seguida, se a luminária de emergência foi usada, é hora de carregá-la completamente, ela deve ser colocada no modo “off” e deixar carregando por até 48 horas.

Qual o tempo de duração da bateria de uma luz de emergência?

A duração da bateria varia de uma marca e modelo para outra, o que dificulta a generalização. Alguns dispositivos podem durar até dez horas de cada vez.

Para esta informação, você também pode consultar o manual do proprietário de seu dispositivo.

Que luz de emergência você deve comprar?

A princípio você pode escolher entre vários tipos e desenhos de luzes de emergência.

Por isso, considere o tamanho da área que precisa ser coberta antes de tomar uma decisão.

A quantidade de tráfego de pessoas e o tamanho do espaço também desempenharão um papel na determinação se é necessário ou não um equipamento mais potente ou mais simples.

A intensidade da iluminação é outra consideração ao planejar um esquema de iluminação de emergência. Em termos de lumens ou fluxo luminoso por metro quadrado, isto é o que determina a luminosidade.

É importante também observar que o Sistema de Luz de Emergência deve aderir à Norma Regulamentadora Brasileira (NBR) nº 10.898, que estabelece normas específicas.

As luzes de emergência são obrigatórias?

As luzes de emergência são necessárias em condomínios e locais públicos como escolas, teatros, hotéis, shopping centers e cinemas, de acordo com as leis do Corpo de Bombeiros. Elevadores e escadas, entre outros lugares onde as pessoas se movimentam muito, precisam ter estes sensores instalados.

Obrigado por ler este artigo. Espero que o artigo tenha te ajudado. Aliás, recomendamos que você confira nossas luminárias de emergência que certamente vão cair na sua graça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.