É comum erros na hora de escolher o tipo de iluminação que o ambiente receberá. Você sabe a diferença entre luz branca e luz amarela? Qual o melhor ambiente para cada cor?

Num projeto, considera-se primeiramente a incidência de luz natural, para além da economia, ser harmônica com o estilo de decoração, móveis e iluminação artificial.

A luz branca ou fria auxilia no foco, melhora a visibilidade, deixando o ambiente em alerta, então seria melhor colocá-la na cozinha e banheiro. A luz branca deixa os objetos mais nítidos.

Já a luz amarela ou quente reflete tons de dourado, trazendo aconchego e descanso aos olhos. Então para esse caso, a utilização será efetiva essa iluminação em quartos.

Você pode utilizar o tipo de lâmpada conforme sua necessidade, como luzes de led, discróicas, o importante é identificar como você quer deixar cada ambiente, inclusive, pode misturar os dois tipos.

Qual luz é mais econômica?

Medido por quilowatts por hora, o consumo está ligado a potência de cada lâmpada. Uma luz branca de 40W gastará o mesmo que uma luz amarela de 40W.

Como usar cada cor?

Com o projeto pronto e já sabendo de algumas das dicas passadas, fica mais fácil escolher o estilo de decoração. Claro, também há diversos formatos de lâmpadas que podem deixar o ambiente harmonioso.

Mais intimista, estimula o relaxamento, a luz amarela é indicada para ambientes como sala e quartos. Mas se tiver uma escrivaninha, mescle luz branca nesse ponto para auxiliar no momento de estudo.

Para que você precise enxergar melhor, como cozinha e banheiro, a luz branca é indicada. Não deixa os objetos distorcidos e ajuda a focar. Se sua sala for conjugada, pode mesclar luz branca onde precisa focar com as luzes de relaxamento.

Essas dicas não são regras, se optar por uma cozinha acolhedora, utilize a luz amarela. O importante é ter seu gosto.

Agora pensando num ambiente de trabalho, seja escritório ou clínica, a luz branca faz mais sentido, haja vista que é necessário um ambiente iluminado e que auxilie as pessoas a terem mais foco.

Quente ou fria?

Bom, já vimos qual o melhor ambiente, mas por que estão são também chamadas de quente ou fria? Não quer dizer que a luz amarela fique quente ou aqueça o ambiente, nem que a luz fria esfrie um ambiente.

A luz amarela emite luzes douradas, remete ao sol que aconchega quando numa boa temperatura. Já a luz branca não tem o dourado, remete mais ao frio, não sendo tão acolhedora.

Em 1931, a comissão internacional de iluminação realizou um experimento, aquecendo um metal que começou a emitir luz, e a partir desse experimento temos a escala de cores que mostra a coloração da luz emitida pelas lâmpadas.

Na faixa de 1900 a 3000 K (Kelvin), temos uma cor avermelhada, e conforme a escala de temperatura de cor avança, vai mudando para tons mais claros, chegando até 6500k, num tom azulado.

As lâmpadas amarelas possui temperatura de cor entre 2000 e 3000k, emitindo a luz mais suave.

As lâmpadas brancas quentes possui temperatura de cor entre 3000 e 3500k, mais aconchegantes para vários ambientes.

As lâmpadas brancas suaves ou neutras, com temperatura de cor entre 4000 e 4500k ficam no meio termo entre quentes e frias.

E as lâmpadas brancas frias tem a maior quantidade de luz azul, com temperatura de cor entre 6000 e 6500K.

Que tal agora verificar se o ambiente que você vive possui as lâmpadas conforme explicamos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.